Bem-Estar Divercão Mundo Pet

Confira as regras para levar seu animal de estimação para viajar

Passeie em segurança e dentro da lei com seu animal de estimação seguindo as orientações dos órgãos competentes em cada modalidade

Quem tem planos para viajar e quer levar seu animal de estimação, deve se preocupar com a segurança e bem-estar deles, seja de carro, ônibus ou avião.

A recomendação é que eles sejam transportados no banco de trás, com uma cadeirinha específica, para os pequenos, e um cinto, para os maiores, que podem ser encontrados em lojas de acessórios para pets em geral.

De acordo com o Detran.SP, a legislação impede o transporte de animais à esquerda ou no colo do motorista e na parte externa do veículo. Assim como é proibido colocar o braço para fora do carro, o mesmo vale para o animal, que pode ser atingido por algum veículo.

A Fundação Procon-SP, conta com um guia completo com mais dicas para o transporte de animais no carro, ônibus e avião.

No carro

O Procon recomenda que o animal seja conduzido em caixa ou utilizando cinto de segurança apropriado. Vale também a regra para que ele não viaje com a cabeça fora da janela.

No ônibus

Para viajar de ônibus, é necessário apresentar atestado que comprove as boas condições de saúde do pet, que não pode ficar solto e deverá estar guardado em um dispositivo apropriado (gaiola ou caixa).

O dono deverá pagar uma passagem extra para acomodá-lo ao seu lado. Vale ressaltar que, para usuários de cão-guia, não é necessário pagar pelo transporte. Também é importante consultar a empresa de ônibus para saber quais as regras para o transporte de animais.

No avião

Em viagens aéreas, o transporte de animais é cobrado à parte e o dono precisa reservar a passagem com antecedência, pois muitos voos limitam o número de animais a serem transportados.

Além disso, é obrigatória a apresentação do atestado de saúde e comprovante de vacinação do animal. Ele deve ser transportado em compartimento fechado e revestido com material que contenha e absorva urina e fezes, evitando vazamento durante o transporte.

As companhias aéreas também possuem regulamento próprio para o transporte. É recomendado consultá-lo antes de comprar as passagens. E há ainda uma cartilha de bagagem da Anac, a Agência Nacional de Aviação Civil, em que consta orientação para o transporte de animais.

Em viagens internacionais, o bichinho deve passar por uma consulta com um veterinário do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. O dono também precisa obter informações sobre as regras federais do país de destino para evitar qualquer problema na hora do desembarque.

Veja aqui as regras para entrada e saída de animais do Brasil.

FONTE: Portal do Governo | http://www.saopaulo.sp.gov.br

Related posts

Cães famosos na web trocam pingentes em ‘cãosamento’ no interior de SP

admin

Pitbulls foram eleitos como um dos cachorros mais dóceis (muito mais que os Chihuahuas)

Erika Nakamura

5 passos para planejar a alimentação do pet sem erro

admin

Leave a Comment