Inspiracão Vimos & Amamos

Melhor amigo no casamento

Veja como incluir o melhor amigo no dia mais importante da vida dos noivos. É essencial que o bem-estar do pet esteja em primeiro lugar

Fofos, os pets se tornam o centro das atenções em casamentos. Organizar essa presença especial, no entanto, requer cuidados, tanto em relação ao bem-estar do bichinho quanto no papel que ele vai desempenhar na cerimônia, na preparação de um local para ele ficar após a aparição no altar e nos apetrechos que usará. Para ajudar os noivos, o iCasei (www.icasei.com.br) separa dicas para que o pet fique confortável e seguro.

“É preciso saber se o animal é calmo ou agitado e se está habituado a interagir com muita gente ou não. Por isso, o recomendado é levar um adestrador no grande dia ou alguém com quem ele conviva bastante e em quem confie”, diz Alê Loureiro, cerimonialista e parceira do iCasei. O ideal é que o convidado especial goste de estar perto de diversas pessoas, para que não se assuste e acabe causando problemas como fugir, avançar nos convidados ou pular na noiva e sujar seu vestido, por exemplo.

É importante chegar com antecedência ao local do casamento, para que o pet se ambiente com o espaço e até mesmo ensaie suas funções. Geralmente ele se torna o responsável por levar as alianças aos noivos, seja desfilando ou no colo de alguém, como fez a atriz Karina Dohme com seu cachorro. Ele também pode apenas fazer a caminhada e acompanhar o casal durante os dizeres no altar, dependendo de seu comportamento e do que está acostumado a vivenciar com os donos.

Alguns usam enfeites como coroa de flores ou gravatinha, mas há os que gostam de roupinhas mais requintadas. Normalmente eles não ficam alinhados por muito tempo, então, na hora das fotos, os animais têm que ser os primeiros da fila, a fim de liberá-los rapidamente antes de ficarem muito cansados ou estressados. Levar alguma comidinha ou brinquedo preferido para usar como isca ao olhar para a câmera ou fazer uma pose é uma boa estratégia.

Tudo tem de ser feito de forma personalizada e de acordo com cada família. “O local, a função desempenhada, a roupa e os acessórios são decisões importantes, mas tudo será perfeito se o animal não for forçado a fazer nada e se houver respeito”, destaca a parceira do iCasei.

Os noivos devem ficar atentos aos lugares que permitem a entrada de animais e, também, na locomoção dele, que não ficará para a festa madrugada adentro. Dessa forma a cerimônia contará com muito mais carinho e fofura.

FONTE: Correio Brasiliense | www.correiobraziliense.com.br/

Related posts

Golden Retriever faz “pedido” irrecusável para sua dona

admin

Homem surdo adotou filhote também surdo e o ensinou língua de sinais

Erika Nakamura

Casal que espera um filho é aconselhado a ter menos cachorros e responde com um álbum que é puro amor

Erika Nakamura

Leave a Comment